Eu costumo repetir uma frase que minha avó dizia-me muito que é: ‘Educação, vem de berço’. Traduzindo em poucas palavras, o que percebo actualmente para além da total falta de educação das crianças, uma grande falta de respeito pelas pessoas. As palavras mágicas como ‘com licença’, ‘desculpe’, ‘por favor’, ‘muito obrigada’ são inexistentes no vocabulário dos miudos e adolescentes. Acho que a liberação total que hoje em dia os pais dão, tem alterado um pouco os conceitos essenciais de conduta, que são vitais em qualquer tipo de relacionamento humano. Parece-me que estas atitudes das crianças são todas normais, parece-me que as crises de histerias que elas demonstram em público por não lhes terem atendido um pedido megalomániaco é tudo normal. Parece-me que o não respeitar pais, parentes, professores, é muito normal, e aceitável. Eu discordo totalmente de pais que não educam, que se mostram passivos diante de uma falta de educação dos filhos, que acham que essas crises são demonstrações de que o miudo ou a miuda, ou adolescente em questão, tem PERSONALIDADE. Agora falta de educação, é sinónimo de ter PERSONALIDADE. No meu tempo isso tinha outro nome e era muito bem tratado pelos nossos pais e avós, e nem por isso ficamos desequilibrados emocionalmente. Hoje em dia parece que qualquer atitude mais rija dos pais, traumatiza. Portanto deixo aqui mais uma frase muito antiga, mas cheia de razão:

‘Eduque seu filho em casa, para que não o eduquem na rua. A vida nem sempre lhes dirá S I M.’

20 COMENTÁRIOS

  1. Tá, estaria tudo certo, não fosse um detalhe ! Ninguém citou a palhaçada que é o tal CONSELHO TUTELAR ! Formado muitas vêzes por pessoas que nem mesmo tem filhos. São eleitos CONSELHEIROS ! Para aconselhar a quê ?! a deixar as crianças fazerem o que querem ? Sou pai de 3 crianças. Jamais vou deixar conselho algum interferir na educação de meus filhos. Lembro que certa vêz minha tia conversava com meu pai, quando meu primo,com 10 anos de idade, entrou na conversa. Tomou uma bifa com as costas da mão que não viu nem de onde veio. Hoje ele é bem casado, estudou muuuuito, tem um bom emprego ! Eu apanhei que nem cachorro, e digo que foi pouco ! Hoje sou casado, tenho um bom emprego e estou cursando administração.
    Então não me venham dizer que com criança a gente tem que conversar. Explicar as coisas sim ! Dar satisfação pra criança, nem pensar !

    • Olá Fúlvio, respeitamos a sua opinião e acho que cada pai e mãe deve saber educar seus filhos, a questão é que há 2 lados da moeda, há aqueles que só espancam e há os omissos que deixam os filhos ‘pintar e bordar’ e além de não fazerem nada, ainda batem palma. Acho que deve sempre haver bom senso, criança não nasceu para ser espancada e tão pouco pode fazer o q bem entende da vida. Há regras e limites a serem impostos, mas isso é desde bebe, não adianta o pai e mae querer por ordem na casa qdo o filho ou filha tiver 10 ou 12 anos, aí sinto mto, já é mais do que tarde.

    • O problema é que leis criadas por falsos moralistas,políticos hipócritas,tiram de todos nós, pais, o direito de educar e corrigir severamente nossos filhos. Não punem apenas os maus pais, mas também os que querem educar e desejam o melhor para os seus filhos. Isso é visivel em nossa sociedade.Crianças que não respeitam ninguém, nem mesmo os pais. Eu terminei o ensino medio em 2008, com 35 anos de idade, estudando em uma sala de aula onde o aluno mais velho tinha 14 anos, e digo,os pais não sabem o que seus filhos fazem em sala de aula ! Nem mesmo eu sabia. Mas vi com meus próprios olhos uma pirralha de 13 anos “literalmente” peitar a professora. Levantou-se foi até a professora e bateu com os peitos nela dizendo: “…e aí professora, vai fazer o quê, bater em mim ?! “. Depois conversando com essa professora, ela disse que a culpa disso tudo é do conselho tutelar e do estatuto da criança. “COBERTA DE RAZÃO!” Saibam que apesar de pensar assim, eu sempre disse para minha esposa que não é necessário mais que duas palmadas na “popança” da criança.Pois o objetivo é educar, e não fazer sentir dor! Tenho um filho de dez anos que,quanto mais tentarmos argumentar ou brigar, pior ele fica, se ele não toma umas palmadas bem dadas, ele se transtorna a ponto de sair completamente do estado racional. Nesse ponto já não adianta bater, eu sei exatamente quando não adianta mais as palmadas. Aí tenho que colocar ele em meu colo “na marra!” e colocar a cabeça dele em meu peito para ele ficar escutando meu coração,aí ele se acalma! Somos nós quem conhecemos nossos filhos, e não um bando de “conselheiros” que muitas vêzes não tem nem educação ou sabem se expressar para falar com os pais !!!!!!!!

      • Discordo Fúlvio, não acho que cada pai conheça seus filhos, aliás conheço mães que estão tão preocupadas com o prórpio umbigo, que sequer olham para a cara dos filhos.
        Isso existe hoje em dia e existia antigamente também, porém com nuances diferentes.
        Eu tenho uma amiga que era filha única e que teve uma educação severa, como vc diz ‘apanhou’ para cachorro, com certeza ela deu ‘gente’ porém a revolta ficou gravada na mente e bem gravada.
        Por isso eu acho que bater não adianta, só causa revolta. Mas eu acho que cada pai e mãe deve saber o que é melhor para seu filho, afinal quem pos o filho no mundo foram eles e portanto a responsabilidade de EDUCAR e preparar um ser humano digno, respeitador, respeitado, solidário, responsável, honesto, trabalhador e um vencedor na vida é SOMENTE dos pais e não da sociedade.
        A educação nasce dentro de casa nos primeiros meses de vida.
        Tb eu já vi uma pirralha de 13 anos peitar o pai, acha que alguém fez alguma coisa?????????? Não, nem a mãe, nem o pai fizeram nada. Acham lindo. Ao contrário entopem a pirralha de roupas e presentes caros p/ que assim ela se torne pior a cada dia.
        Antigamente o incentivo ao consumo não existia pq se ‘bobear’ nem comida direito tinhamos dentro de casa, hj é tudo mto facil, os filhos acham que o dinheiro cai do ceu e que os pais
        tem obrigação de dar de tudo sem reclamar, e aí está…o resultado da educação que apregoa que não se pode ensinar, falar, educar e impor limites..porque ofende os estatutos.
        Então aí está, fizeram a cama então que se deitem nela e aguentem as consequências de filhos que abandonam seus pais em asilos, espcam mães pq se tornaram drogados, ou meninas com 12 anos que caem na prostituição em festas que duram até de manhã…..
        Outro dia passou uma reportagem na Tv de uma mãe que dizia que a filha tinha 12 anos, tinha caído na vida e que ela não tinha controle sobre a menina.
        O que dizer disso?
        Foi a sociedade que errou? ou foi a omissão da mãe e do pai em ensina?
        Ensinar dá trabalho, é melhor dizer sim p/ tudo.(ironia).

        • Veja bem… Todos se escondem atras da ideia de que a lei serve para impor limites aos pais que espancam. Só que esquecem de um detalhe: Não são apenas os filhos espancados que se sentem protegidos pela lei, mas os nossos filhos também. Aí eles começas a achar que podem fazer qualquer coisa. Vamos dizer que sem a lei,morressem 100 crianças inocentes por dia, espancadas pelos pais (número fictício). Hoje, com esse estatuto porco, estão morrendo milhares, vítimas do crack e outras drogas. Sem falar nos pais, que estão definhando vendo seus filhos morrerem porque não puderam educar como antigamente era feito.Então melhor que morressem apenas as 100. Não acham ? É o mesmo que falar em pena de morte. Sempre tem um esperto pra dizer:”…vai morrer muita gente inocente!” Mas e hoje, quantos morrem nas mãos de traficantes ? Quantos são consumidos pelo crack ? Eu não me importaria de ir para o corredor da morte sendo inocente, se soubesse que junto comigo iriam morrer algumas centenas de traficantes. Quantas crianças deixariam de usar drogas se não houvessem esses bandidos.Desculpem se saí um pouco do tema ! Mas sou um pai, como outros tantos, que não quer ver seus filhos consumidos por leis que não ajudam em nada. E nas escolas, onde estão as aulas de OSPP (Organização Social e política do Brasil) ? Onde estão as aulas de Educação Moral e Cívica ? Onde está a bandeira nacional ao lado do quadro ?? Isso já não importa mais para os governantes. Na escola se houve dizer :”Professor não tem que educar !” Então porquê MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ? Eu vi, em 2008,GRAVATAÍ-RS, professor de química dando aula de artes, professor de matemática dando aula de religião. Espera aí né gente,palhaçada pura !!!! A professora de química, que citei, não sabia o que era paquimetro,micrômetro, ponto de fuga,vistas, etc. Como vai dar aula de desenho ?? O de matemática, sem comentario ! Mas não é culpa deles, é de quem os colocou nessa situação. Mas e os alunos, aprenderam o quê ?? Até quando vamos ficar concordando ou não com opiniões e vamos realmente fazer algo ??
          Pena que não temos mais nem militares como antigamente, para derrubar esse sistema e voltarmos ao militarismo !! Bandido e baderneiro iriam virar comida de jacaré !! Eu sei, tinha o lado ruim sim ! Mas o lado ruim nem se comparava com o ruim de agora !
          Abraço Kat! Desculpem se, sem querer, ofendo a alguém. Não é a intensão ! E obrigado por publicarem meu texto. Só não aguento mais ver essa criançada se consumindo em drogas e prostituição sem que os pais possam fazer nada !!

          • Olá Fúlvio, eu quem agradeço por você vir até aqui e partilhar conosco a sua opinião e eu apesar dos pesares concordo com vc quase a 100%.
            Tb eu revolto-me qdo vejo na tv casos de meninas que ‘botam’ filho no mundo aos 12 anos e depois os abandonam no lixão. A situação é mto mais grave do que se supõe, eu infelizmente acho que chegamos num patamar que acho difícil quem quer que seja conseguir por ordem na casa. A coisa já se proliferou de tal forma que só mesmo uma atitude radical.
            Eu e todos os meus primos e amigos fomos criados em plena ditadura, e apesar do lado ruim, ainda acho que a vida era mais segura e tinhamos menos atrocidades do que temos nos dias de hoje. Isso p/ não falar na qualidade de vida.
            Pq atrocidade para mim é ver a cracolandia, é ver crianças morrerem nas ruas assassinadas, violentadas, sem que ninguem faça nada.
            Realmente não poder educar seu filho pq o governo ou o estatuto do menor proíbe ou intimida não faz nenhum sentido. Se implantaram esta lei pensando nas famílias carenciadas, acho que se deram mal, pq quem fazia ou pensava em fazer, fará com ou sem lei do estatuto do menor ou algo que o valha. Pq carater, dignidade, educação nasce em casa. Pais desequilibrados criam filhos desequilibrados e assim por diante, é uma bola de neve. Quem não tem ‘respaldo’ educacional e valores transmitidos dentro de casa não sabe o que é isso. Digo isso pq meu avô faleicdo que hj teria 93 anos ensinou a todos nos respeito, amor, honestidade, fidelidade, lealdade e respeito pelo próximo e pelo que é de propriedade alheia. Isso td sem que fosse preciso nenhuma palmada, bastava um olhar, ou uma tossida para entendermos absolutamente tudo. Enfim, outros tempos…na minha opinião bons tempos.
            Acontece que a minha geração (40/45 anos) que se sentia reprimida, decidiu liberar geral, pq achava que qdo adolescente não tinha tido liberdade, e que não faria isso com os seus filhos. Deu no que deu. Agora quero ver ‘torcer’ o pepino. Bem é isso, Fúlvio sinta-se a vontade p/ vir aqui e partilhar sua opinião. Acho de gde utilidade para muitos pais que aqui passarem. Um abraço.

  2. Magnífico! Concordo plenamente. Procurando justamente sobre educação e boas maneiras para os “pequenos” encontrei esse site. Adorei e nós adultos conscientes é que precisamos tomar alguma atitude para tentar mudar esse caminho que está se pendendo para um outro lado.
    Adorei………..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here