Adolescentes e Pré adolescentes Crianças - Meninos e Meninas Educação infantil

As Conseqüências de Ser Mãe Ausente

As Conseqüências de Ser Mãe Ausente
5 (100%) 1 vote

Não é toda a mãe que tem o privilegio de participar ativamente da criação dos filhos. Há também aquelas que têm o privilegio mas não estão muito predispostas a abdicar de sua vida em prol de criar filhos. Afinal de contas ela tem o trabalho dela, a vida dela, a vida social dela, e outras coisas mais que a impedem de  se ater a educação dos filhos. Obviamente que não estamos generalizando, estamos citando um tipo especifico de comportamento materno que vemos com frequência na sociedade em que vivemos, seja no Brasil, em Portugal, nos Estados Unidos, França ou outro país qualquer.

Apesar da criação de um filho não ter manual de instruções e nem seguir uma regra certa, alguns fatores influenciam no comportamento e determinam que tipo de adolescente e adulto ele vai ser no futuro. E a ausência da mãe, muitas vezes recompensada com mimos e prendas não ajuda em nada a criação.

Mães Ausentes

Você é como um espelho para o seu filho ou filha. Suas atitudes, pensamentos emoções e desejos serão copiados por ele (ela) e é isso que fará com que ele crie a personalidade dele ou dela; tudo baseado no seu jeito de ser e falar, seja com ele (ela), ou com qualquer outra pessoa. Suas atitudes como mãe influenciam o tempo todo a criação da personalidade dele ou dela.

E se os pais estão ausentes, como fica a criação dos filhos? Ele certamente vai se sentir sozinho e sem ter alguém em que se espelhar. Se você for ausente por causa do trabalho, por ter outras ocupações ou por não achar o papel de mãe muito interessante, saiba que isso pode causar males ao seu filho futuramente.

Uma mãe ausente não sabe nada sobre o filho ou sobre sua filha, não tem tempo para conversar e não se interessa às vezes, pelo o que os filhos ou filhas fazem, pensam ou dizem. São meras figuras decorativas. O que acontece é que o filho não vê a casa como um lar, onde se sente seguro e querido, mas vê o local como apenas um lugar onde ele mora e nada mais.

E por serem ausentes, muitas mães tentam compensar os filhos de forma errada. A correria do dia a dia faz com que muitas mulheres não consigam conciliar trabalho e maternidade e na busca por agradar o filho e mostrar que se importa com ele, acaba sendo permissiva demais e muitas vezes mimando, dando presentes ao invés de atenção.

Elas mimam muito os filhos, oferecem roupas caras, presentes caros e fazem todas as vontades e caprichos. Mas as crianças precisam de limites, caso contrário elas se tornaram adolescentes intolerantes, intratáveis e até mesmo egoístas e frustrados quando não conseguem aquilo que querem.

E tudo isso pode ter sérios reflexos. Por várias vezes, essa criança filho ou filha de mãe ausente acaba achando na violência a válvula de escape para suas frustrações por não conseguir tudo aquilo que quer. Tudo isso é culpa e fruto de mimar ao invés de dar atenção.

Essa falta de afeto, atenção e até desinteresse pela vida do filho ou da filha, pode fazer com que ele se retraia, fique afastado das outras crianças e esteja sempre triste. Essas crianças apresentam sérios problemas de relacionamento, tanto na infância, quanto na fase adulta porque não tem referência ou base do que é afecto ou um relacionamento.

Geralmente tornam-se adultos individualistas, egoístas e preocupados somente como seu próprio universo. Afinal, se a mãe o pai lhes deram tudo materialmente, porque é que o mundo lá fora não lhe dá? Eis então o surgimento dos problemas de convivio social, e em grupo; afinal o mundo lá fora não anda muito disposto a suportar chiliques e devaneios de todo mundo.

Por isso esteja atenta a educação dos seus filhos, crie seres humanos generosos, bondosos, sinceros, afetivos e que quando adultos estarão dispostos a devolver à humanidade o amor, o carinho e o bem querer que receberam dos pais. Pense nisso! Você é uma mãe presente ou ausente? 😉



Sobre o Autor

Kátia Pinheiro

Blogger profissional. Editora de Conteúdos Web em Língua Portuguesa. Formação Universitária em Psico-Pedagogia, com especialização em Psicologia Infantil e História da Educação. Pós Graduada em Administração Escolar.

10 Comentários

  • Minha mãe é o exemplo do que é uma MÃE AUSENTE! Não trabalhava fora de casa, nem em casa. Éramos pobres e meu pai trabalhava das 6 :00 da manhã até 11:00 da noite para prover o melhor para ELA em primeiro lugar, depois os filhos. Ela não gostava de fazer nenhum serviço da casa e punha as filhas de 5 e 7 anos para fazer todo o serviço por ela. E xingava muito a gente quando via um pó debaixo da cama!! Meu irmão nasceu eu tinha 8 anos e minha irmã 10! Virou um inferno. Além de cuidar dele tínhamos que cuidar da casa. Ela se fingia de doente e tinha dias que não levantava da cama fingindo doença. Ela sempre foi muito saudável. Quando fizemos 14 anos, primeiro minha irmã, depois eu, meu pai nos disse que se quiséssemos continuar a estudar era por nossa conta. Que daí em diante tínhamos que arrumar um emprego e dar o dinheiro todo em casa. E assim foi feito. Quando decidimos fazer faculdade, tínhamos que trabalhar mas não podíamos dar o dinheiro em casa. Meu pai teve que segurar a “barra” com minha mãe porque ela não queria que parássemos de dar o dinheiro. Queria que não estudássemos para dar o dinheiro para ela. Nunca soube absolutamente nada da vida dos filhos. Nunca quis conversar com a gente, nem mesmo (eu) quando procurei uma única vez para falar com ela do meu primeiro namorada, fiquei falando com a parede. Até hoje quando me lembro, não consigo entender como uma mãe pode ser tão ausente assim! Nunca teve qualquer diálogo conosco. Sempre o meu pai era quem dava os recados dela. Difícil de “captar” isso. Meu pai era um homem muito bom, sempre fez tudo por ela em troca da NADA. Não recebia carinho, nem atenção. Ela sempre exigiu tudo só para ela e nunca deu nada para ninguém. Nunca ajudou ninguém, nem a mãe dela. Meu pai morreu doente aos 80 anos e ela simplesmente ignorou totalmente a doença dele. Não cuidou dele e somente no último ano de sua vida ele me perguntou: “será que ela sempre foi assim?” Olha a cegueira deste homem. Hoje ela tem 91 anos, continua lépida e saudável, continua não querendo fazer nada, exige que paguemos empregaDAS para cuidar dela. Eu não posso pagar 3 empregadas para cuidar dela 24 horas por dia, então a trago para dormir na minha casa. A gente tem que supervisionar o banho dela porque ela não toma direito. É a pessoa mais vagabunda e egoísta que eu já conheci na vida. E, agora, depois de tantos anos de ela nos ter tratado tão mal quando crianças, ela demonstrava raiva de nós, hoje que eu sou OBRIGADA a cuidar dela, percebo o quanto isso me deixa com raiva!! Talvez a mesma raiva que ela destilava para cima dos filhos. Ela tem mais 6 irmãs, todas longevas, saudáveis e ativas. Todas sempre fizeram tudo dentro de casa, até quase 100 anos (a mais velha). Só minha mãe é assim. Estou pensando em colocá-la em uma clínica de repouso, porque estou estragando minha saúde tendo que cuidar dela. Ela é lúcida e não aceita, mas eu acho que estranhos vão cuidar dela com mais carinho, porque eu não sinto nenhum carinho por ela.

    • Isis, obrigada pelo seu comentário. Compreendo o que vc sente, e creio que qualquer outra pessoa no seu lugar sentiria o mesmo.
      Seus irmãos não podem ficar com ela? Era bom dividir as responsabilidades não acha? Cabe a cada um te ajudar a aguentar essa barra,q ue sei muito bem que nao é nada fácil. Ou então encontrar uma casa de repouso digna para que ela possa lá viver, ou juntarem-se para pagar uma pessoa que fique com ela a noite. Pq sem dúvida que isso tudo está minando a sua energia física e emocional.

  • Minha mãe sempre foi ausente por culpa de seu trabalho,sempre pra me dar o melhor e enfim, eu acabei crescendo distante dela e busquei esse amor em alguém, apesar de não conseguir confiar em ninguém eu acabei encontrando minha namorada,ja estamos a 5 anos e foi uma ajuda pra mim,amar alguém porque nunca vi isso na pessoa que mais deveria me amar. Minha mãe depois dos meus 18 anos começou a tentar se mais

  • meus pais sempre foram ausentes e eu só fui perceber isso ano passado quando despertei pra vida digamos assim…

    pois vivia no mundo da lua aceitando tudo de forma normal respeitando eles e amando-os apesar de tudo sou uma pessoa forte emocionalmente …

    esperando que mudassem um dia mais não mudaram e percebi que nunca vão mudar

    nunca fui de pedir nada meu primeiro emprego foi aos 16′ no McD’,
    também nunca me deram nada alem de alimentação…nunca conversaram comigo apenas para reclamar de algo quando tem… apenas isso reclamando de alguma coisa se não nem falam comigo nem bom dia…

    so cresci muito como pessoa graças a ”internet” e as pancadas que a vida me deu.

    aqui em casa não exite amor meu pai fala que que tem um monte de filhos e não estar nem ai pra mim e minha mãe so da atenção pro 1 filho dela … sou o caçula graças as Deus esse ano saiu dessa casa horrivel… aconselho a todos a sairem de casa o quanto antes pois eu esperei eles mudarem mais eles não irão … não se iludam como eu.

    Leo, 22anos

    • Olá Leo, entendo o que vc passa. Seus pais não são os únicos assim, infelizmente.
      O bom disso tudo é que vc é uma pessoa forte e soube lidar com isso sem se vitimizar.
      Sim acho que a melhor coisa é ser independente e viver sozinho. Seja feliz, estude, trabalhe, prospere
      e saiba que vc tem ainda uma vida pela frente e que ainda tem mtos bons frutos p/ colher; e com certeza a sua experiência de vida vai lhe ser útil p/ qdo vc tiver os seus filhos! 🙂 Boa sorte.

  • Minha mãe não participa em nada da minha vida. Nunca sabe onde estou e nem se interessa em saber quando eu falo. Não sabe quem são minahs amigas, como é o meu dia a dia, do que eu gosto.. e ainda vive me criticando, me colocando pra baixo, dando pitaco em tudo mesmo sem se importar com o que eu quero pra mim.
    Me sinto rejeitada, abandonada e sozinha.

    Juliana, 23 anos.

    • oi juliana também já me sentir assim, mas devemos seguir em frente dar continuidade a nossa vida tem mães que infeslimente são assim. não fique revoltada mostre o contrario quando os pais abandonam os FILHOS DEUS acolhe e protejem saiba que vc não está sozinha.. acredite tenha fé; bjuss

      • Minha querida,não seja infeliz como ela,trate-a bem e cuide muito mais de voce.Algo a tornou assim, nunca deixe o comportamento de outro estragar o seu.Deus te acolheu,pode ter certeza.

Deixe um Comentário

Captcha