História do Dinheiro – Pesquisa Escolar

Muitos visitantes do Portalis nos têm pedido para falarmos sobre diversos temas que os ajudem nas pesquisas escolares, hoje o tema escolhido é o: Dinheiro. Antes de falarmos sobre o tema dinheiro, é muito importante que desde pequena a criança saiba o valor do mesmo, ou seja, é importante que as crianças aprendam que para se ter dinheiro é preciso exercer uma actividade profissional. É preciso estudar, trabalhar e dedicar-se a uma profissão para com isso ter um rendimento mensal.

Após entender como se ganha dinheiro, é importante também aprender como utiliza-lo correctamente, sem gastos desnecessários e aprender também a poupa-lo para que no futuro possa utiliza-lo de uma forma consciente  e prazeirosa.

O dinheiro é o melhor meio de realizar a troca de bens. É com ele que as pessoas compram bens, serviços, e tudo mais o que as pessoas quiserem. O dinheiro é feito na forma de moedas ou cédulas. Geralmente cada país tem uma moeda própria, mas as pessoas que visitarem países com moedas diferentes podem fazer a troca do cambio e comprar bens e serviços sem problemas.

Acredita-se que a origem do termo dinheiro surgiu do mesmo nome de uma moeda portuguesa, que por curiosidade também se chama dinheiro. Atualmente, o dinheiro se tornou um produto indispensável. No começo da civilização o homem usava os produtos como troca. Não havia dinheiro para que se pudesse comprar bens. A compra era ou feita a base de trocas ou até mesmo pelo trabalho.

A criação do dinheiro surgiu para facilitar essa compra de produtos ou serviços, fazendo com que cada produto tivesse um valor definido, independente e próprio. E com isso, surgiram também os bancos, já que o dinheiro proporcionou o surgimento de uma nova atividade, a financeira, já que o próprio dinheiro é uma mercadoria.

Origem do dinheiro

A moeda como hoje todos conhecem é resultado de muitas evoluções. No começo era praticado o escambo, ou a barganha, ou seja, a troca de produtos e serviços entre as pessoas, sem valores definidos; tudo possuía o mesmo valor. A necessidade do dinheiro surgiu quando alguns produtos e mercadorias começaram a ser mais procurados do que outros. Assim, esses produtos dificilmente eram trocados e ganharam um valor acima do mercado. Por isso foi necessário criar o dinheiro, pois assim esses produtos poderiam ser comprados e terem valor garantido.

Assim, alguns produtos começaram a serem usados como dinheiro. Um deles era o gado, pela fácil locomoção. Mais tarde começou a ser usado o sal, já que ele era difícil de ser encontrado. É por isso que hoje dizemos que a pessoa recebe um salário; essa palavra deriva da época em que o sal era usado como dinheiro.

Mais tarde foi descoberto o metal que logo ganhou grande valor no mercado. O problema do metal é que não bastava que ele fosse bonito, era preciso que ele tivesse o peso e a pureza averiguados em cada transação.  Depois de definido o valor de cada peso, de cada metal, esse material agilizou ainda mais as transações, já que cada metal já estava marcado com o peso, pureza e valor. Isso fez com que o processo se tornasse mais rápido já que dispensava a pesagem do metal.

Com a valorização cada vez mais rápida do metal obrigou a criação de um método mais eficiente e rápido. Foi então que surgiram as moedas. Eram elas que compravam bens e serviços, fazendo com que o dinheiro circulasse. Então, no século VII a.C. surgiram as primeiras moedas que são parecidas com as atuais. Elas eram pequenas peças de metal com valor e peso já definidos. Elas tinham a marca de quem às cunhou; era somente isso que garantia o valor.

Cada região do mundo tinha um processo diferente de cunhar as moedas, por isso elas recebiam diferentes nomes. Os primeiros metais a serem usados na cunhagem das moedas eram o ouro e a prata, muito mais pela sua beleza do que pelo seu valor econômico em si. As primeiras cédulas de dinheiro só surgiram na Idade Média, quando os recibos de compras de mercadorias e produtos começaram a ser usados. Isso fez com que eles tivessem certo valor, sendo usado em transações comerciais.

Nos dias atuais, cada país ou região tem a sua própria moeda, e para efetuar transações entre países é preciso fazer o cambio entre as moedas, ou seja, a troca da moeda nacional pela estrangeira, sempre respeitando os valores de mercado, já que um dinheiro tem mais força e valor do que o outro.

2 Comments on this post

  • maria eduarda

    5 de novembro de 2012 at 18:59
    A HISTORIA DO DINHEIRO TRAS MUITAS COREOSIDADES NAS PESSOS EU FIQUEI MUITO CURIOSA PARA SABER COMO ERA O DINHEIRO ANTIGAME (E MUITA COREOSIDADE)
  • luana

    17 de outubro de 2012 at 16:57
    parabens isso vai me ajudar e muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


um − 1 =

.