Como Explicar Para Seu Filho O Que é a Morte?

Nem tudo é alegria na vida de uma criança. Infelizmente por vezes você precisa lidar com um assunto delicado com seu filho. A morte é um desses assuntos desagradáveis e por vezes inevitáveis. E nessas horas, todo o cuidado para tratar do assunto é necessário,  por mais pequeno que você ache que o seu filho é, tratando o assunto da forma certa ele será capaz de entender muito bem.

Não importa se a morte é de um parente, amigo ou do animal de estimação; falar da morte é falar de perda. Tudo vai depender da idade do seu filho, já que a partir dos sete anos as crianças já entendem melhor o conceito da perda; até os três anos, a única coisa que a criança entende é que a pessoa não estará lá mais com ele, mas eles não entendem que a morte é irreversível.

As crianças mais velhas irão precisar de uma explicação mais elaborada do que as menores, então esteja atenta ao modo como vai compartilhar a noticia; depois dos 12 anos, ela tem capacidade para entender e aceitar todo o processo da perda. Você deve começar explicando que a morte faz parte do ciclo da vida, é algo natural que vai acontecer com todo mundo.

Nunca minta ou invente uma desculpa para explicar a morte!

Nunca minta ou invente uma desculpa para explicar a morte!

Na verdade, quando você começar dar a noticia a criança já estará um pouco familiarizada com o assunto, já que inevitavelmente a morte faz parte do dia a dia, seja em filmes, seriados ou pelos colegas. A criança desde cedo já sabe que tudo que começa tem um fim, inclusive a vida. Então basta você retomar esse conceito e trazê-lo para a dura realidade que a criança vai enfrentar.

Mas não espere o momento crítico e inevitável chegar. O tema da morte pode ser abordado sem que haja perda alguma. Comece falando das flores, plantas que morrem ou até mesmo mostre e explique porque aquele animalzinho de estimação não está mais lá. Assim a criança vai lidando com mais facilidade e não terá traumas futuros.

Você ainda pode recorrer a alguns livros que mostram para a criança de forma mais suave o que é a morte. Mas só use isso se não souber como tratar do tema; é importante que a criança saiba por você o que acontece na vida. Tudo isso dá mais segurança para ela.

Depois de explicar tudo, reserve um tempo e escute o que o seu filho tem a dizer, deixa que ele faça perguntas e faça com que ele libere todos os sentimentos do momento. Não é bom para a criança lidar com algo tão severo e não se expressar. Não obrigue a criança a assistir o funeral, só a leve se ela quiser; lembre-se de sempre explicar o que a criança vai encontrar no velório e no enterro.

Uma última dica importante, nunca use a desculpa de que a pessoa dormiu ou descansou para sempre. As crianças não entendem esse tipo de eufemismo. Então por pior que seja falar a verdade para a criança é sempre a melhor solução. Se você disser que a pessoa que morreu foi embora ou foi viajar, a criança certamente esperará o dia do retorno; será uma espera infundada e desgastante. Jamais minta, fale sempre a verdade para evitar traumas maiores no futuro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


nove − 3 =

.